slide

17 novembro 2015

Vamos conversar sobre O DIÁRIO DA PRINCESA?

Publicado pela editora Galera Record e escrito por Meg Cabot. 
Item 08– UM LIVRO QUE FOI ADAPTADO PARA FILME- DESAFIO CRÔNICA SEM EIRA.



Você já assistiu ao filme O DIÁRIO DA PRINCESA, aquele com a Anne Hathaway e a maravilhosa Julie Andrews? Adoro aquele filme, ele fazia a alegria das mulheres na minha casa durante os fins de semana. Minha mãe, minha avó e eu assistíamos sempre que passava e riamos juntas, é aquele tipo de filme que todas gostamos e assistimos nem que seja pela milésima vez, que nem Ritmo Quente-veja um post sobre- então eu finalmente li o livro!

 
não consigo imaginar mais ninguém nos papeis de Mia e Clarisse, olha só que dupla perfeita!

É um daqueles lados positivos dos sebos, você encontra esses livros “antigos” que você não acharia facilmente em livrarias, e eu fiquei muito empolgada em encontra-lo.
Mia Thermopolis é uma adolescente de 14 anos bem normal sabe? Ela é vegetariana, odeia álgebra, tem uma quedinha pelo garoto mais popular da escola e sua melhor amiga é meio maluca. Seus dramas e problemas também são muito normais, ela está quase reprovando em álgebra, seu corpo não desenvolveu como o das outras garotas (ela se lamenta o tempo todo que não tem seios), ela precisa lembrar a própria mãe que tem que pagar as contas e nenhum garoto a chamou para sai. Até que seu pai lhe conta um segredo que mudou a vida dela de um dia para o outro. O pai dela teve câncer e precisou retirar um dos testículos, ele ficou estéril e ela seria sua única herdeira. O que Mia não esperava é que ele na verdade é príncipe de Genovia, que fica na fronteira em Itália e França, e ela de agora em diante se tornaria Amelia Mignonette Grimaldi Thermopolis Renaldo, princesa de Genovia.
“Porque ninguém que conheço jamais esteve nessa situação. Ninguém foi dormir uma noite como uma pessoa e acordou na manhã seguinte descobrindo que era alguém inteiramente diferente.”
Este não é um livro revolucionário, intelectual, que vai mudar sua opinião sobre algo, que vai te fazer refletir profundamente sobre o futuro da humanidade, não. Este é um livro bem gostoso de se ler, muito engraçado e leve. A história é contada no formato do diário de Amelia, portanto a linguagem é informal e muito convidativa, ele foi feito para te relaxar e te fazer rir, mas também me fez lembrar dos meus 14 anos, daquela época em que tinha várias amigas, que vez ou outra falávamos sobre meninos e chamávamos nossos pais de “injustos”, e de algumas vezes em que mesmo com 19 eu posso me tornar tão dramática quanto a Mia. Em vários outros aspectos eu me identifiquei com ela, como a paranoia dela quando ela pretendia colar na prova e não parava de pensar que seria pega, além da aversão que ela tem com a álgebra.

ODE À ÁLGEBRA
Jogadas nesta sala de aula nojenta,
Morremos como mariposas sem lâmpada,
Fechadas dentro da desolação de luzes fluorescentes
E carteiras de metal.
Dez minutos, até que toque a sineta.
Para que serve em nossa vida diária
A fórmula da equação do segundo grau?
Podemos usá-la para abrir os segredos dos corações das pessoas que amamos?
Cinco minutos até que toque a sineta.
Professor cruel de álgebra,
Você não vai nos dispensar?
- Mia Thermopolis, página 105

Apesar de serem tão comuns os personagens do livro são adolescentes bem interessantes, muitos deles pensam a frente de sua época, se preocupam com questões importantes como racismo, monarquia, mídia, e coisas desse tipo, mesmo que a Meg mostre isso de um jeito cômico.
É um livro para ler em um fim de semana, apesar de ter lido em um dia e meio, e que com certeza vai tornar as coisas para você um pouco mais leves. Sabe aquele tanto de conta para pagar? Aquela pilha de trabalhos da faculdade? A casa para limpar? Os preparativos para o natal que estão atrasados? É só ler o DIÁRIO DE UMA PRINCESA que você vai esquecer seus problemas, vai deixar tudo de lado para ficar dando conselhos amorosos para a Amelia.
Agora sobre o filme bem, eles com certeza mudaram bastante coisa, mas de longe foi ruim, as vezes até dizia que o filme é melhor, e não evitava ler as linhas com a voz da Anne, então dá para gostar dos dois separadamente ou com um complementando o outro.Eu me diverti horrores com o filme e o livro também não deixou por menos.
O que mais me desanimou é que a continuação, ou as continuações são compostas por 10 LIVROS!! Não sei quando poderei comprar as continuações.
Então é isso, espero que se divirtam tanto quanto eu ao ler essa obra. Um beijo em cada bochecha  até nosso próximo papo literário.


 Obs:imagens tiradas da internet

2 comentários:

  1. ahahahahahaha, ri só lendo a resenha então imagino...
    Também já assisti ao filme um zilhão de vezes mas já faz um tempão que não vejo, não que eu tenha cansado, é que nunca mais vi passando na tv mesmo.
    O filme já é bem relaxante e engraçado então não esperava mesmo menos do livro, que ainda não li mas não sei pq me remete à "Poderosa".
    Deu saudades, acho que vou ler!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Faz muito tempo que não passa mais na tv, só de selecionar as fotos me deu um vontade de assistir de novo, quando le me diz o que achou ok?
    Beijo.

    ResponderExcluir