slide

21 junho 2015

Explorando o filme Dirty Dancing

Atenção pode conter spoilers
A algumas semanas atrás, depois de 18 anos, eu finalmente escolhi o meu filme favorito. Foi em uma epifania, bem de repente, apesar de eu assisti-lo todos os anos na Seção da Tarde. Não me lembro bem do porque está pensando nesse filme, só me lembro de ter chegado a uma conclusão sobre ele e logo em seguida pesquisar se outras pessoas também poderia pensar de forma parecida. E quero dividir isso com vocês, deixando bem claro que é a minha visão.



Dirty Dancing (Ritmo Quente) é um filme que conquistou muitos fãns, o que te atrai a princípio são as danças, o romance e a trilha sonora (que me ajudará a escrever este post). Mas ele vai além, ele é um pouco mais profundo e quer dizer muito mais do que isso.



Dirty Dancing é um filme evoluído para sua época (1987) e trata de assuntos muito importantes, o enredo pode até parece que é só sobre as dificuldade em um romance entre uma garota mais nova  de classe alta e um cara mais velho e pobre, e que eles acabam superando tudo através da dança. Mas não é, e eu vou te mostrar.

Baby

É importante falarmos sobre essa personagem pois ela move o filme do inicio ao fim. Frances (Jennifer Grey) ou Baby como todos a chamam começa o filme passando a impressão de que é só mais uma menina insegura e frágil que possivelmente irá se descobrir na dança. Engano seu meu amigo. Baby é uma garota de 17 anos muito corajosa, segura, inteligente e muito curiosa. 
Você sabe que a história se passa em um hotel em que Baby e sua família estão passando as férias, esse hotel dispõe de várias atrações para os hospedes e uma dessas atrações são os dançarinos Johnny (Patrick Swayze) e Penny (Cynthia Rhodes). E essa dançarina fica grávida de um garçom que nega o envolvimento com ela. O filme se desenvolve quando Baby resolve ajudá-la, sem ter nenhum vínculo com ela ou ganhar nada em troca. 
Penny resolve fazer um aborto, porque ela se sustenta da dança, Johnny até chega a sugerir que ele sustente os dois, mas ambos sabem que o dinheiro não seria suficiente.

Baby ajuda com dinheiro e ainda aprende a dançar para substituir a parceira de Johnny em uma apresentação. (Segura ai que depois falo dessa apresentação)




É importante observamos que as mulheres nesse filme reúnem suas forças para apoiar e ajudar umas as outras,

Sim, o aborto é um assunto tocado "levemente" no filme, é retratado principalmente os perigos que a mulher corre ao tentar fazer o procedimento clandestinamente pois Penny é atendida por um "açougueiro" que usa uma faca de cerra e uma mesa dobrável. O quadro dela se agrava e Baby chama seu pai que é médico para salvá-la, mesmo sabendo que seria repreendida e duramente criticada por ele.
Durante os ensaios e durante a apresentação Baby se mostra muito dedicada e segura, não se deixando abater pela falta de paciência de Johnny nem pelos erros no palco. Ela responde muito bem por si e ainda consegue dar a volta por cima de seus próprios erros.




A paixão que ela sente pelo atraente dançarino é evidente assim que ela o vê, e ao contrário das demais meninas, como sua irmã, ela não espera cantadas do rapaz, ela mesma toma iniciativa  se declara e salta por cima dos esteriótipos e dos medos que muitas garotas da idade dela sentem. Isso é uma das coisas representadas na primeira vez dela e de Johnny, que também parte da iniciativa dela, uma cena muito envolvente por sinal.
Outra façanha que Baby consegue nesse pequeno verão é as mudanças que ela provoca no personagem de Patrick, no inicio ele se mostra um rapaz grosso e retraído que se sente intimidado pelos ricos . Mas o contato com as ações, o otimismo e a coragem  da garota o fazem se tornar uma pessoa mais receptiva e ele toma coragem para lutar, através da dança, por aquilo que ele quer, a Baby é claro.




Mais do que merecido Baby é exaltada como a heroína de Johnny, na cena linda e muito bem coreografada da dança final, com um salto ele a ergue em seus braços e depois canta junto com a música olhando em seus olhos (And I owe it all to you) E EU DEVO TUDO ISSO À VOCÊ. E também tem a música super romântica que Patrick canta no filme que eu só posso atribuir a ela:

She's like the wind/ Ela é como o vento

Ela é como o vento através da minha árvore
Ela trilha a noite perto de mim
Ela me guia ao longo do luar
Só pra queimar-me com o sol
Ela está roubando meu coração
Mas ela não sabe o que me faz




Claro que não podemos esquecer do famoso bordão que ele usa e já diz tudo:"Ninguém deixa a Baby no canto"
Além disso tuudo, a personagem também é uma fofa e engraçada, com uma beleza natural e alheia a possíveis constrangimentos. Mais uma vez eu observei uma personalidade feminina poderosa no cinema, só que ela é muito mais alcançável e real do que a Imperatriz Furiosa que eu falei em outro post.


Nossa, ainda existem tantas cenas a serem destrinchadas para te mostrar mais sobre assuntos de preconceito, comportamento e feminismo. Como a  lição de que as aparências enganam, que é mostrada na cena da velhinha que rouba carteiras. Mas ai ficaria um post muito maior que este.
Enfim, essa fórmula de um filme "feminino" com assuntos muito a frente de sua época somada à uma trilha sonora ótima, uma dança que te contagia  e um romance lindo resultaram no meu filme favorito. Claro que isso pode mudar :)



Mas e você, também vê Dirty Dancing desse jeito? Qual seu filme favorito? Pode me contar tudo aqui nos comentários...

Obs: imagens tiradas da internet

8 comentários:

  1. Aaaaah, esse é um dos filmes que sempre assisto quando vejo passando. Tem muito haver com o fato de eu ter apresentado a música "The time of my life" na época em que fazia ballet mas é um filme realmente "quente".

    Sempre que me perguntavam qual meu filme preferido eu dizia Titanic mas hoje você acredita que eu não saberia responder?
    Gosto muito de filmes românticos e talvez respondesse algum filme adaptado de um livro...

    Adorei a resenha, me fez perceber alguns aspectos que nunca tinha percebido.

    Beijão!!
    Dri

    ResponderExcluir
  2. Oi Dri, sempre chorem em Titanic e é um filme que me causa muito impacto também. É muito difícil definirmos um filme favorito e até então eu tb não tinha um. Acredito que minha escolha possa mudar um dia.
    Amei saber que vc dançou time of my life, sempre quis fazer a coreografia.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá Bárbara,

    Apesar de esse não ser o meu filme favorito, é um que certamente já ganhou a minha atenção algumas vezes. É a mesma coisa que acontece com o famoso "A Lagoa Azul", todos reclamam que vive repetindo, mas sempre que passa, assistimos novamente :).

    Mas voltando ao filme, ele é realmente bem profundo, e vai bem além de um simples romance. A Baby tem um crescimento pessoal visível durante suas férias, e isso é notado até por sua família que acaba por se orgulhar por cada uma de suas atitudes.

    See you!

    ResponderExcluir
  4. Oi Nick, que bom ter vc aqui. Bom eu não acho que a Baby tenha evoluído na viajem, eu apenas acho que ela teve mais oportunidades de fazer o que a essência dela queria, por exemplo, ela já sabia que queria estudar a economia dos países sub desenvolvidos, o que sugere uma preocupação a mais com os países carentes e mostra que ela já era uma moça boa e generosa, claro que ela amadureceu por ter contatos com as pessoas reais e através de seus envolvimento romântico com o Johnny, mas eram coisas que para mim já estavam atreladas à ela.
    Muito bom conversar com vc. Volte sempre.

    ResponderExcluir
  5. Barbara esse filme está no meu top favoritos. Sempre adorei e tenho-o em casa e vou vendo. Já perdi a conta das vezes que o vi.
    É um filme que nos inspira a não desistirmos dos nossos sonhos mas ao mesmo tempo sermos fiéis a nós mesmos.
    Adorei mesmo o teu post.
    Beijo e sucesso
    ww.dicavari.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Eu já vi esse filme , mas já foi á muitos anos , já não me lembrava da história, gostei de relembrar , é um filme muito bonito, bjs
    http://www.ocantinhodavaidosa.com

    ResponderExcluir
  7. Awnnnnnnn eu amo esse filme, ele é simplesmente fofo demais!
    XOXO, Vic

    ResponderExcluir
  8. Eu adoro esse filme, um dos meus favoritos
    http://eesmaltecia.blogspot.com.br/.

    ResponderExcluir